PANCAS


Os Pontões Capixabas, no Noroeste do Espírito Santo, recebem esse nome devido às centenas de complexas formações rochosas de grande altitude, que chegam a ultrapassar os 700 metros. Cada um dos nove municípios componentes da região contribui com o turismo, seja com atrações naturais ou costumes e tradições dos povos locais. Já na estrada a caminho de Pancas, consegue-se ver as esculturas rochosas que do Monumento Natural dos Pontões Capixabas. O monumento natural tem vocação para o turismo de aventura, como escalada, rapel, caminhada e voo livre. O ponto mais alto é a Pedra do Camelo (720 m) e a Pedra da Agulha (500 m), considerada a segunda maior chaminé do Brasil. A Rampa da Colina (Clementino Izoton), na Pedra da Colina (658m) reúne praticantes de parapente e asa-delta. A cidade é de grande apoio para os turistas, então conhecer Pancas torna-se muito mais simples!

O nosso interesse na pequena cidade de Pancas e seus belíssimos cenários, e o Sitio Cantinho do Céu que fica localizado no Córrego do Palmital, onde fica a famosa Pedra da Boca. O sitio de propriedade de Fabio Eggert, é um belo local para levar a família para conhecer e desfrutar das belezas naturais que Deus reservou para este lugar, vale a pena conhecer. O sítio atualmente conta com área de camping com um delicioso café da manhã e aquela deliciosa comida caseira.

Nossa aventura começa com uma caminha da área de Camping até ao cume da Pedra da Boca que a cada metro revela as belezas da região em torno a caminhada dura em torno de 30 a 40 minutos, ao chegarmos ao topo um belo descanso para fotos e em seguida um incrível rapel de 100 metros de alturas sendo os 40 metros inicias de positivo e os 60 metros restante o maior negativo do estado, vendo o vale ao fundo parecendo que está pendurado na corda no meio do nada.